Você está em
  1. > Home
  2. > Usuários
  3. > henriqkun
22 years (BRA)
Usuário desde Fevereiro de 2013
Grau de compatibilidade cinéfila
Baseado em 0 avaliações em comum

Apaixonado por cinema e pela galerinha do olho puxado.

Onde escrevo sobre Kpop - https://meusdeliriosdamadrugada.wordpress.com

Onde escrevo sobre cinema - https://osdevaneioscinefilos.blogspot.com.br

Onde escrevo sobre animes - https://refugiodosveteranos.wordpress.com

Letterboxd - https://letterboxd.com/DallaCorte/

Últimas opiniões enviadas

  • Carlos Henrique Dalla Corte

    Que espetáculo. Deste verdadeiro naufrágio de releases, ainda me falta Florida Project - e Shape of Water ficará para ano que vem. Entre os vistos, entretanto, Três Anúncios é disparadamente meu favorito.

    Eu acompanho Martin Mcdonagh desde 7 Psicopatas, tendo, inclusive, seu In Bruges em meus favoritos, e nutria grande esperança deste seu retorno devido ao ótimo elenco e reverberação positiva via festivais. Mesmo assim, não esperava tanto.

    Aqui, o diretor salta vários degraus em sua carreira. Seu cinema, uma mistura de Edgar Wright com os Coen, atinge novas camadas, o humor negro permanece, mas com um peso dramático maior, reforçado pela narrativa - aí falamos de fotografia, design de produção e tudo mais, frequentemente mostrados em ambientes escurecidos, enevoados e em chamas.

    É um conto menor, de uma pequena cidade, que beira o niilismo para discutir a crueza do mundo, uma antítese aos contos de fada e ao padrão cinematográfico do happy ending. Aqui, um personagem em estado terminal não encontra cura. Um caso de crime hediondo não é solucionado e a redenção de um homem não é como ele espera. Não há justiça por romantismo. Há a realidade. Pessoas egoístas, extremas, insensíveis e ignorantes.

    O roteiro faz algo como Dead Man Walking, Breaking Bad e tantos outros que nos colocam ao lado de alguém que comete atos impiedosos sob uma justificativa que nos causa simpatia à causa, mas nos amarra no assento e expõe infindavelmente os métodos desta pessoa para atingir seus objetivos, até que nos sintamos esquálidos ou ao menos divididos quanto à situação. Ele nos provoca uma reavaliação moral; isto está realmente certo?

    Ao fim, resta a aceitação e a reconciliação para se lidar com a aspereza do mundo.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Carlos Henrique Dalla Corte

    Não vi ninguém comentando isso, mas além das temáticas sociais de união, amadurecimento e compulsão tecnológica, o filme é uma analogia a um ocorrido que em muito concerne ao Japão na WWII, isto é, as bombas de Hiroshima e Nagasaki, onde algo criado por um gênio em prol do avanço tecnológico, o progresso, é subvertido a uso nocivo à humanidade, em utilização bélica e destrutiva.

    Só substituir pelo Bot.

    Você precisa estar logado para comentar. Fazer login.
  • Heroína
    Heroína

    Espero não ter incomodado com as notificações em excesso. ç_ç Estou arrumando o meu perfil e acabei por curtir e descurtir a sua lista várias vezes.

  • Vanessa Voillot
    Vanessa Voillot

    Eu gostei do filme, mas queria ter gostado bem mais.

  • Vanessa Voillot
    Vanessa Voillot

    Hey, gostei bastante, principalmente da atmosfera de suspense, só queria que ele tivesse trabalhado mais na relação entre as duas famílias. E gostei bastante do que você escreveu.